Ata da Reunião realizada entre PSI e Fundação Parques e Jardins, realizada nesta quinta-feira (13)

Foi realizada hoje, 13/03/2019, às 17 hrs. na sede da Superintendência da Zona Sul , à Rua Bartolomeu Mitre a reunião do PSI com a Fundação Parques e Jardins. Esta reunião aconteceu graças à mediação do Marcelo Maywald, nosso superintendente municipal e teve como objetivo pedir o replantio das árvores perdidas durante os temporais de fevereiro.

Presenças :

 Alamir – diretor da FPJ
 Marcelo Maywald – Superintendente Municipal da Zona Sul
 PSI – Nicole, Tony, Wilson e Ignez

1- Levamos a listagem feita através das informações passadas pela população. Serão 35 árvores a serem replantadas.

2- Foi decidido que:

a) Marcelo vai acionar a Comlurb/ áreas Verdes para que ela faça a inspeção dos locais, providencie a retiradas dos tocos etc.

b) Marcelo também vai acionar a Secretaria Municipal de Conservação para que ela providencie o reparo ou construção das golas das árvores – as muretinhas

c) Com os dados da Comlurb/ áreas Verdes e da SMC a FPJ vai estudar quais os espécimes mais apropriados a cada local e fazer um roteiro do plantio d) O PSI vai organizar o evento.

3- Decidimos aproveitar a data de aniversário de Ipanema dia 26 de Abril para fazermos um evento bem legal.

a) Vamos chamar a D. Sylvia Crivella, com quem já conversei a ideia, para nos acompanhar no plantio.

b) Chamar as escolas do bairro públicas e privadas para que as crianças participem plantando uma árvore.

c) Entendemos que o plantio de árvores merece um destaque especial e queremos fazer uma festa bem bonita.

d) Aceitamos sugestões.

Abaixo segue um link que o PSI recebeu. É o projeto original de arborização de Ipanema. Muito bonito! DE autoria de Marcos Sá

https://www.archdaily.com.br/br/881922/a-arborizacao-do-bairro-de-ipanema-e-a-criacao-de-identidades-paisagisticas

Documento enviado pelo PSI para as autoridades, incluindo avaliações, fotos e vídeos do carnaval 2019

A coordenação do PSI Ipanema enviou texto para o Presidente da Riotur, Marcelo Alves e para a Promotora da GAESP, Andrea Amim. Confira abaixo a galeria de imagens e o documento encaminhado as autoridades competentes.


...




Rio de Janeiro 11 de março de 2019

Ao Sr. Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro
Marcelo Crivella

Prezado sr. Prefeito,

O Projeto de Segurança de Ipanema, que é um movimento voluntário e apartidário de moradores do bairro, trabalhando na melhoria e preservação de Ipanema, vem há mais de dez anos tentando melhorar o carnaval em seu bairro.

Foram várias representações junto ao Ministério Público do Rio de Janeiro – Promotoria de Ordem Pública, Promotoria de Meio Ambiente, Promotoria de Proteção à Criança e ao Adolescente – por conta da venda proibida e criminosa de bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes e, em 2018, à Promotoria de Segurança Pública – GAESP, sem falar das incontáveis denúncias e queixas à Riotur.

Nós sempre nos posicionamos fortemente contra os desfiles de mega blocos em Ipanema. As melhorias tem vindo de forma muito, muito lenta. Em 2019 houve algum avanço, mas longe de transformar esta festa em Ipanema minimamente controlada e segura para a população.

1- Pedimos que os mega blocos que desfilam no bairro sejam transferidos para locais apropriados.

2- A “desculpa” de que seriam blocos tradicionais de moradores do bairro, não se confirma, uma vez que, atualmente o público, estimado, é de 300.000 pessoas em um bairro com 42.000 habitantes! Isto é quase 10 vezes mais o tamanho da população local!!!

3- Infelizmente, estes blocos cresceram muito e deixaram de ser blocos de bairro. Imagine se que os Beatles, por exemplo, resolvessem continuar se apresentando, eternamente, no mesmo barzinho de Liverpool aonde começaram a carreira! Impraticável!

4- A Riotur achou que reduzindo os desfiles da Banda de Ipanema de 6 para 3 resolveria o problema. Não resolveu. Tivemos tiroteios, arrastões, drogas, alcoolismo, sujeira, urina, defecação, aumento absurdo da população de rua, lixo e barulho.

5- Imaginaram também que aumentando o policiamento conseguiriam controlar o problema. Não aconteceu. Apesar do trabalho espetacular da polícia que aumentou muito o contingente do bairro, trazendo, inclusive policiais de outros batalhões, da GM e da Superintendência Municipal da Zona Sul, o resultado ainda foi muito ruim.

6- É claro que, o aumento do policiamento e fiscalização foi muito bem vindo, e evitou o colapso de 2018.

7- A violência saiu da orla e foi para as ruas internas do bairro, notadamente a Barão da Torre nas imediações da saída do metrô.

8- A tentativa de credenciar os camelôs também não funcionou. O que vimos foi uma massa de gente dormindo nas ruas.

9- As caixas de som, proibidas, estava presentes por toda a Vieira Souto.

PONTOS POSITIVOS

1- Finalmente, parece que Riotur e MP/RJ, entenderam que os mega blocos tem de ir para o Centro ou outro local apropriado.

2- As grades de proteção aos canteiros da vegetação original de restinga da orla, assim como todos os canteiros do bairro receberam proteção apropriada.

CONCLUSÃO

1- Não é possível se fazer um omelete sem quebrar os ovos. Do momento em que, oferecemos a concentração de 300.000 pessoas em um bloco, estamos criando o ambiente propício à bandidagem, à violência, à venda de droga e de bebida alcoólica, à sujeira, ao barulho, enfim à desordem urbana incontrolável.

2- Não adianta diminuir o número de desfiles dos mega blocos. Banda de Ipanema e Simpatia è Quase Amor, há muito deixaram de ser pequenas agremiações alegres e festeiras de seus bairros. Tem de ir para locais que suportem o seu enorme público.

3- A experiência nos diz que estamos corretos em nossa avaliação. Em 2019 Copacabana, sem mega blocos, teve um carnaval esplêndido. Na segunda feira, dia 4/03, em Ipanema a situação se repetiu. O bairro ficou cheio, a praia lotada, alguns comerciantes ousaram abrir seus negócios e devem ter faturado bem, mas tudo tranquilo sem tiroteios nem arrastões.

Enfim, a alegria saudável e bem vinda. PS- em anexo seguem vídeos, fotos e depoimentos da população de Ipanema sobre o carnaval 2019

Link para download: https://drive.google.com/open?id=0Bz6HnIBayMEVel9Hd1FXUWVHM2x0OXRhUmU3V09uZjRheFE4

Atenciosamente,

Maria Ignez Barretto – coordenadora do Projeto de Segurança de Ipanema

PSI trabalhando para o replantio de árvores em Ipanema

O PSI, com a ajuda do Marcelo Maywald, Superintendente Municipal da Zona Sul, vai confirmar reunião com o Presidente de Parques e Jardins, para pedirmos o replantio das árvores que caíram com a grande chuva de fevereiro. Quem quiser nos acompanhar será muito bem vindo,confirmo dia, horário e local. Tenho listadas as seguintes árvores a serem repostas:



 - Visconde de Pirajá em frente aos números 422 e 595 e em frente ao número 160 ( está não caiu com a chuva, mas a gola está vazia) e número 30
- Rua Barão de jaguaripe – em frente ao número 374
- Teixeira de Mello em frente ao número 19 - Praça General Osório – em frente ao Banana Jack
- Gomes Carneiro em frente aos números 28 e 49
- Largo da Casa da Feijoada – em frente à floricultura - Vieira Souto - em frente ao Astor - 3 árvores
 - Joaquim Nabuco em frente aos números 149,206 e 258 dos dois lados da rua.
 Total – 19 árvores

Quem tiver outros locais de árvores que caíram ou espaços vazios - muitos locais perderam suas árvores por motivos diversos e nunca foram repostas- por favor, avisem. A luta pela preservação de Ipanema sempre foi uma bandeira extremamente importante para o PSI. A nossa cobertura verde tem de ser preservada. Ela é importante para a fauna e para a manutenção da temperatura de nosso bairro. Ignez.

Listagem das arvores cortadas e caídas com a chuva em Ipanema

Chuva derrubou arvores em Ipanema


Caros moradores e amigos de Ipanema,

A tempestade que assolou a nossa cidade na última quarta feira,  derrubou mais de 600 árvores em todo o município. Aqui em Ipanema não sabemos com precisão quantas são.

O Projeto de Segurança de Ipanema sempre foi um defensor ferrenho da conservação da cobertura verde de nosso bairro.
Infelizmente, esta disposição firme não conseguiu evitar o corte de 70 árvores quase centenárias na Praça N. Sra. da Paz.
O resultado está à vista de todos – a nossa praça, antes tão fresca e sombreada, lugar de moradia e reprodução de variada fauna, hoje encontra se desprovida de seus pássaros e pequenos animais Nossas crianças, idosos e pessoas com necessidades especiais, e a população de maneira geral que ali buscava refúgio do calor e tranquilidade, viram o seu lugar de lazer drasticamente diminuído.

Como não adianta chorar pelo “leite derramado” o PSI teve a idéia de listarmos todas as árvores que caíram no bairro para pressionarmos a prefeitura a replanta las.

Hoje, em matéria no Globo sobre o problema, o diretor de Parques e Jardins declara que as árvores serão replantadas de acordo com “ a possibilidade técnica” o que pode querer dizer que não vão replantar nada. De modo que, peço a todos que anotem e mandem para meu e-mail, face ou blog do PSI todas as árvores que cada um veja nas suas redondezas ou andanças no bairro. Vamos fazer a lista com os endereços e leva la á direção de Parques e Jardins.
Acho também, que poderíamos fazer uma listagem paralela de todas as árvores que foram retiradas e não repostas ao longo dos últimos anos.

Também seria interessante saber quem se dispõe a doar uma  ou mais árvores.

Mandem os endereços para meu e-mail, ou para o face e o blog do PSI.

Email: ignezb@alternex.com.br

Abraços,


Ignez