DESACATO

Jovens de classe média são acusados de desacatar policiais militares em Ipanema

Um deles é o irmão do estudante Daniel Duque, morto em junho de 2008, na porta de uma boate, por um PM que fazia segurança do filho de uma promotora

POR CHARLES RODRIGUES

Rio- Acusados de desacatar policiais militares do 23º BPM (Leblon), dois jovens de classe média foram detidos, na madrugada desta quinta-feira, na esquina das Ruas Barão da Torre com Teixeira de Melo, em Ipanema, na Zona Sul do Rio. Um dos acusados foi identificado como Sony Duque Pittman, de 21 anos, irmão do estudante Daniel Duque, morto em junho de 2008, na porta da Boate Baronetti, em Ipanema, por um PM que fazia segurança do filho de uma promotora
Duque e o amigo dele, identificado pela polícia como Dan de Fecipes Norcman, também de 21 anos, estavam em uma motocicleta Scooter e, segundo os PMs, teriam resistido à voz de prisão, durante uma abordagem de rotina. Conforme os militares, a motocicleta, conduzida por Dan, estaria sem placa e sem a documentação de uso obrigatório.
Ainda segundo relato dos policiais, os jovens teriam chamado eles de "palhaços" por conta da abordagem e exigência da documentação. A mãe de Dan, no entanto, que não quis se identificar, negou as acusações e disse que o filho foi agredido pelos militares, tendo inclusive sido algemado sem necessidade.
Os dois jovens foram conduzidos à 14ª DP (Leblon), onde prestaram depoimentos e foram liberados. A mãe de Dan informou que, se necessário, entrará com uma ação judicial contra os militares.

Nenhum comentário: