IPANEMA

Beijo de mulheres causa furor

Sidney Rezende

Outro dia, duas jovens estavam se beijando num bar que fica na rua Farme de Amoedo, em Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro. Um dos lugares que cada vez mais é reconhecido como point GLS.
Um menino de 9 anos que estava no lugar ficou com olhos fixos, bem curiosos, e perguntou para o pai o que ele achava daquilo. O pai, embaraçado, deu uma explicação qualquer.
Confesso que não acompanhei os detalhes, mas em seguida o garoto continuou brincando com naturalidade com o seu carrinho, transmitindo a impressão que não deu muita bola para aquela cena. O que me leva a crer que os pais se preocupam mais com estas coisas do que as crianças.
Na última sexta, Lady Gaga chamou atenção numa partida de baseball ao beijar uma amiga.
Neste domingo, duas jovens trocavam carícias num bar em Jundiaí, a 58 km de São Paulo, quando foram abordadas pelo segurança do estabelecimento, que exigiu a retirada delas do ambiente.
Em entrevista ao repórter Hildeberto Alves Jr, do portal "Temmais.com", o dono do bar, Luiz Gonzaga Lima Neto, comentou que não foi bem assim. Ele só resolveu agir porque uma das moças estaria acariciando os seios da outra. Segundo ele, mesmo depois de pedir que parassem, elas "insistiram" e por isso resolveu retirá-las mesmo contra a vontade delas. De acordo com o que disse ao repórter, Mariane apenas se recusou a sair do bar , a outra moça preferiu ir embora. Mas aí, a discordância já havia saído do controle.
Uma das vítimas, Mariane Comparoni, contou ao site outra versão: "Não fiquei com marcas, mas ainda sinto dores nos braços". A estudante se disse indignada e tudo teria sido fruto de preconceito e discriminação. "Se fosse um casal hétero que tivesse se beijando nada disso teria acontecido", afirmou.
Bem, este flagrante tem todos os ingredientes. Realmente não há aceitação coletiva quando um casal homossexual resolve expressar seu afeto em público.
Como também gera incômodo quando há uma demonstração pública de afeto entre pessoas de sexos diferentes. Criou-se uma verdade de que lugar público não é para expressão de carinhos exacerbados. Uma bobagem.
Na minha modesta opinião, tudo pode se resolver com conversa e educação. Nada que o bom senso não possa resolver.
Mas é bom também a sociedade se acostumar a aceitar os homossexuais com mais naturalidade. É assim que caminha a humanidade

Nenhum comentário: