PREVISÃO



Previsão

Junho começa com frio no Rio

Cláudio Motta e Jacqueline Costa


RIO - Os primeiros dez dias de junho deverão ser marcados por baixas temperaturas por causa de uma frente fria vinda da Região Sul. A massa polar que derrubou a temperatura só deve ir embora na sexta-feira. Até lá, a chuva fina e a nebulosidade continuam. Nesta segunda-feira, a mudança de temperatura chegou acompanhada de fortes rajadas de vento, que chegaram a 69 quilômetros por hora, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A ventania causou transtornos na cidade, deixou o mar agitado e levou areia para o calçadão da Praia de Ipanema.
Há previsão de chegada de uma ressaca para esta terça-feira. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), na segunda a temperatura mínima foi 18,2, no Alto da Boa Vista. Já a máxima foi 26,5 graus, registrada na estação da Praça Mauá.
- Até agora, o recorde de frio de 2010 foi registrado no dia 13 de maio, com 13,9. A tendência é que a temperatura caia cada vez mais por causa da chegada do inverno, no dia 21 de junho. O frio vai aumentar nas madrugadas - explica André Madeira, meteorologista do Instituto Climatempo.
Muitos chamados foram recebidos pelo Corpo de Bombeiros por conta de quedas de galhos e de árvores. Os bairros mais afetados pelo vento forte foram Humaitá e Botafogo, na Zona Sul, e Tijuca, Vila Isabel e Méier, na Zona Norte.
No Humaitá, na Rua Desembargador Burle, uma árvore tombou e atingiu o prédio número 128. A rua teve que ser fechada. A janela do apartamento de Cláudia Peluffo de Amorim foi quebrada pelos galhos, que também atingiram a rede de distribuição de energia elétrica. Apesar de o acidente ter ocorrido às 11h e de os bombeiros terem chegado às 11h30m, a retirada da árvore só será realizada às 7h de desta terça. Uma equipe do Corpo de Bombeiros ficou no local até o início da noite de segunda esperando pela Light e pela Comlurb, uma vez que é necessário desligar a rede elétrica e usar equipamentos da Comlurb. O administrador regional, Rodrigo Pian, admitiu que moradores já vinham avisando do risco de queda de árvores no local.
Na Praça da República, pouco depois da Rua Azeredo Coutinho, próximo à Avenida Presidente Vargas, outra árvore tombou. O táxi dirigido por José Geraldo de Souza, de 52 anos, foi atingido por uma árvore que caiu de dentro da praça. O teto e o vidro frontal do carro foram danificados, mas tanto ele quanto o casal que era transportado saíram ilesos.

Nenhum comentário: