ELEITA A PRAIA PERFEITA




A praia perfeita: moradores ilustres do Rio apontam quais são os melhores trechos da orla carioca


Fernenda Baidioti

RIO - O cenário pode até ser parecido: areia, água salgada e banhistas. Mas cada praia do Rio guarda particularidades que a tornam especial para seus frequentadores. Os motivos são muitos e vão desde um quiosque que é ponto de encontro dos amigos até a maneira como as ondas quebram naquele trecho da orla. Bem além do Leme ao Pontal, os 55,5 quilômetros de praias nas Zonas Sul e Oeste oferecem opções para todos os gostos. Para fazer um panorama dos melhores points das areias da cidade, O GLOBO ouviu onze cariocas de nascimento ou de coração, que apontaram seus locais favoritos.

Ipanema foi a praia que mais recebeu indicações desses moradores ilustres. O local, famoso mundialmente por inspirar os compositores Tom Jobim e Vinicius de Moraes , também ficou em primeiro lugar na preferência de leitores que participaram de uma enquete no site do GLOBO. Dos 1.741 participantes, 289 (17%) escolheram Ipanema como o seu oásis. A Praia da Barra ficou em segundo (15%), seguida de Grumari (9%). Prainha e Recreio empataram com 8% dos votos cada, acompanhados de perto por Arpoador e Copacabana, ambos com 7% da preferência.

A apresentadora Cintia Howlett diz que bate ponto no Arpoador, trecho considerado por ela ideal para nadar por causa do mar calmo perto da pedra. O famoso pôr do sol, com os aplausos dos banhistas, também encanta a apresentadora:

- É emocionante ver as pessoas admirarem o espetáculo da natureza. Por ali, também fica um homem que toca sax no fim de tarde compondo ainda mais o visual. É inspirador.

Já quando quer um lugar mais calmo para curtir com a família, e até mesmo jogar frescobol ou altinho no fim de tarde, Cintia se desloca até a Joatinga, um paraíso escondido entre São Conrado e a Barra da Tijuca.

Embora já tenha sido fotografada nas praias da Reserva, do Arpoador e do Leblon, a favorita da modelo Luiza Brunet é a de Ipanema. Além de manter seu bronzeado, Luiza também aproveita as areias do bairro da Zona Sul para fazer exercício físico:

- Uma praia no meio da cidade tem o seu charme. Além de tomar sol, você pode ver a moda representada nas mais variadas pessoas que aparecem por lá.

A forma com que as pessoas se vestem e agem na Praia de Ipanema também chama a atenção da jornalista Antonia Leite Barbosa, autora do guia "Agenda carioca" - uma referência para quem busca opções variadas na cidade. Antonia admite que não é muito fã de areia, mas garante que ama dar um mergulho no mar, em frente ao Country:

- Me inspira a conversa solta, o improviso característico da praia e a forma como a pessoas se vestem. Eu não sei nem esticar a canga direito. Eu fico admirando quando a pessoa chega com intimidade e domina aquele cenário. E é legal observar também quem é peixe fora d'água, como eu - diverte-se Antonia.

Dona de uma das grifes mais renomadas de moda praia, a estilista Lenny Niemeyer engrossa o coro dos amantes de Ipanema, considerada por ela o melhor local da cidade:

- Além de ser uma praia linda, é perto de casa. Fico em frente a Garcia, rua em que moro, onde tem o quiosque Speed Racer. Ali é o ponto de encontrar os amigos e relaxar o dia inteiro. Não há lugar melhor no Rio.

Vista com parcimônia por muitos cariocas, a praia de São Conrado é a favorita de Patrícia Mayer, uma das organizadoras do Casa Cor. O preconceito foi criado porque a água era considerada suja, mas desde 2002 é realizado um projeto de despoluição. E os resultados já são nítidos, garante Patrícia:

- Quando chove, a água fica suja, como acontece em qualquer lugar. Mas, no período sem muita chuva, vejo a água limpa, translúcida. No último verão, fiquei horas na praia. E neste, pretendo fazer o mesmo.

Quem também não abre mão de curtir uma praia é Bia Hertz, sócia do restaurante Celeiro. A relação com a areia é antiga. Há 30 anos, ela fornecia bolinho de cenoura e quiches para o quiosque do Pepê, que ficava em São Conrado. Hoje, o quitute favorito de Bia é vendido pelo Seu Ari, um senhor que comercializa quibe de soja com vários recheios na Praia da Barra.



- Praia para mim é um item de primeira necessidade. Eu vou à Barra, em frente a uma guarderia de velas, porque meu marido adora velejar e meu filho pega onda por ali. É um visual maravilhoso ver aqueles kites cortando o mar - garante Bia.

Quem também pode ser visto na Praia da Barra é o chef Claude Troisgros, que faz kitesurf com os amigos na altura do Pepê, considerado por ele o melhor trecho da orla.

O lendário surfista Rico de Souza conta que, desde os anos 70, o seu pedaço de orla favorito é a Prainha. Segundo ele, na época, os pais diziam que lá existia um leprosário para que os filhos não frequentassem o local, que era muito distante e deserto.

- A história do leprosário era para ninguém ir para lá. Eu ia escondido da minha família, e quando saía da água, tomava banho de álcool para não correr risco. O acesso era muito difícil, só dava para ir pela Estrada do Pontal. Mas, até hoje, além de ter uma onda maravilhosa, a Prainha tem uma beleza incomparável - garante ele, que cita ainda a Praia da Macumba, onde montou o Rico Point, como outra favorita.

Quem também é adepto da Prainha é o cantor e compositor Diogo Nogueira, que, sempre que tem um tempinho, vai lá pegar umas ondas.

- Além de ficar perto da minha casa, é uma das melhores praias para a prática do surfe e tem um visual paradisíaco - afirma Diogo.

Para quem busca tranquilidade nas areias, a atriz Carolina Dieckmann recomenda a Praia da Reserva, por ser uma praia mais vazia e ter água e areia bem limpas. O local também é o preferido do prefeito Eduardo Paes desde os tempos em que ele pegava onda:

- Eu gosto de lá por causa da tranquilidade. Tem um quiosque que eu sempre vou porque vende uns sanduíches deliciosos. Além do mais, a Reserva é praia de surfistas, e, como eu já fui surfista, fica a afinidade.

Nenhum comentário: