PSI - INFORMA



Rio, 29/11/2010

Prezado Secretário Beltrame,

Não tenho palavras para expressar em meu nome e no de todos que fazem parte do Projeto de Segurança de Ipanema o nosso agradecimento, honra e alegria por sua firme ação no enfrentamento do tráfico de drogas, recuperando territórios há muito tidos como perdidos pela população.
Aproveito a ocasião para fazer uma reflexão à qual sei o Sr. é muito receptivo, e que é a seqüência necessária de todo esse grande esforço. Refiro me à regularização fundiária e urbanísticas dos territórios liberados. Na verdade, a origem de todo o problema foi nós termos partes de nossa cidade, resultado de invasões, e que por interesses populistas e demagógicos nunca se regularizaram como bairros onde a população tem direitos mas também deveres - paga seus impostos e tem um patrimônio que lhes dá acesso a crédito bancário etc.
Não é suficiente a implantação de programas e serviços sociais, por mais importantes que eles sejam. Tomemos o exemplo do D. Marta, que já tem quase que dois anos de ocupação, assim como o do Cantagalo. Ambos contam com ampla cobertura de ONGs, o governo estadual está implantando várias melhorias, mas regularizar, dar ao cidadão o título de propriedade de sua casa e fazer com que ele cumpra com suas obrigações de cidadania pagando pelos serviços prestados – nada. Nas duas comunidades, continua o crescimento desordenado e o adensamento populacional, o que vai resultar na manutenção do ambiente de insegurança e na dificuldade cada vez maior de policiamento e fiscalização.
Penso que deveremos aproveitar todo este imenso esforço e energia para dar a solução definitiva ao problema.
Acreditamos que este seja o momento exato para regularizar as titularidades e tornar os moradores daquelas comunidades em verdadeiros cidadãos, com obrigações a cumprir como todos nós, em contrapartida aos benéficos implantados.
Atenciosamente, um abraço

Ignez

Um comentário:

Anônimo disse...

O PSI,NÃO TEM NADA A VER COM BELTRAME.ELE SABE MUITO BEM O QUE TEM QUE FAZER.