CARNAVAL 2011



Rio terá mais de 400 blocos e bandas no carnaval 2011

Rafael Galdo
. ...

RIO - A Riotur publicou nesta segunda-feira, no Diário Oficial do município do Rio, a lista de 424 blocos e bandas que receberam autorização para desfilar no carnaval 2011. O órgão vetou a apresentação de outros 41 grupos . A maior parte desfilará na Zona Sul, que terá apresentações de 153 blocos, entre elas o Suvaco do Cristo e o Simpatia É Quase Amor. O Centro será a segunda região com mais blocos, 74, incluindo o Cordão do Bola Preta e o Céu na Terra, entre outros. A Zona Norte terá 65 blocos; a Grande Tijuca, 49; Barra e Jacarepaguá, 42; Zona Oeste, 27; e Ilha do Governador, 14. ( Confira a lista dos blocos e bandas que vão desfilar no carnaval 2011 )


O que tem que ser feito para o carnaval de rua de 2011 ser melhor do que aquele que passou?

No ano passado, 465 blocos receberam permissão da Riotur ara desfilar. As autorizações definitivas estarão disponíveis para retirada a partir de 18 de janeiro, na Diretoria de Operações da Riotur, na Praça Pio X 119, 12º andar, das 10h às 17h.

Para tentar evitar que os transtornos causados pelos blocos em 2010 se repitam, a prefeitura anunciou algumas medidas que prometem desafogar o trânsito para os motoristas e melhorar a vida dos foliões . Entre as novidades estão a contratação de 500 controladores de trânsito, que vão ajudar os agentes da CET-Rio e a Guarda Municipal, além da instalação 500 faixas, 150 galhardetes e três painéis de LED, que vão divulgar com antecedência interdições, fechamentos de vias e rotas alternativas.

A estimativa da Riotur é que o carnaval de rua reúna cerca de 3 milhões de pessoas. Ano passado, foram quase 2,4 milhões.

- Tudo isso será executado e pago pelos patrocinadores. Mas a grande diferença deste ano é o funcionamento do Centro de Operações, que vai facilitar nossa vida, pois poderemos acompanhar pelas câmeras todos os fatos no momento em que eles ocorrem. Se houver uma via fechada, poderemos ver quais ruas paralelas estão livres e direcionar o público, minimizando o impacto no entorno - explicou o presidente da Riotur e secretário municipal de Turismo, Antônio Pedro Figueira de Mello.

Nenhum comentário: