POSTES ENFERRUJADOS EM IPANEMA


Quem caminha pelas ruas de Ipanema nem sempre percebe, mas uma olhada para o alto revela que o perigo paira sobre a cabeça de muitos pedestres. Enferrujados, tortos e até mesmo infestados de abelhas, postes do bairro apresentam problemas de conservação. Em alguns pontos, suas fiações passam entre galhos.
Ao longo de três quarteirões da Rua Barão da Torre, entre a Rua Teixeira de Melo e a Praça Nossa Senhora da Paz, há sete postes totalmente enferrujados.
— São equipamentos antigos, do tempo do loteamento do bairro. Alguns estão completando 100 anos e não têm mais qualquer utilidade. Mesmo assim, algumas empresas ainda tentam aproveitá-los e insistem em instalar fiações nesses postes — denuncia o designer Eduardo Saggese.
Com quase toda a fiação de Ipanema passando por redes subterrâneas, os cabos ainda presos a postes preocupam moradores.
— Um bairro moderno não pode ter fios ao ar livre nem postes enferrujados. Isso é sinal de subdesenvolvimento — afirma Maria Amélia Loureiro, presidente da Associação de Moradores de Ipanema.
O Colégio Notre Dame enfrenta um problema pitoresco por causa de um poste: abelhas construíram uma colmeia no equipamento, que fica em frente ao portão de saída dos alunos, nos fundos da escola.
— As abelhas estão no local há mais de um ano e não conseguimos tirá-las. E o poste não é usado para coisa alguma — reclama o administrador-adjunto Cláudio Alexandre dos Santos.
A Light prometeu que uma equipe inspecionará os postes. Já a Oi informou que as fiações citadas estão sendo retiradas e instaladas em redes subterrâneas.

Nenhum comentário: