METRÔ


Lagoa pode ter acesso para metrô de Ipanema

Ideia é criar passagem de usuários entre estação General Osório e a Epitácio Pessoa, onde está previsto canal de ventilação

Ruben Berta
Publicado:
Atualizado:

TRECHO DA AVENIDA Epitácio Pessoa, entre os prédios de número 2.014 e 1.976, onde deverá ser feita a ligação com a estação de Ipanema
Foto: Angelo Antonio
TRECHO DA AVENIDA Epitácio Pessoa, entre os prédios de número 2.014 e 1.976, onde deverá ser feita a ligação com a estação de Ipanema Angelo Antonio
RIO - O governo estadual está estudando a possibilidade de construir um acesso de passageiros entre a Avenida Epitácio Pessoa, na Lagoa, e a estação do metrô General Osório, em Ipanema. Para isso, a ideia é aproveitar um canal de ventilação subterrâneo, de cerca de 400 metros, que deve ser construído como parte das obras de ligação entre as linhas 1 e 4, na Zona Sul, e torná-lo apto para a passagem de usuários. O projeto já foi aprovado internamente e será analisado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea).
Moradores ficaram apreensivos com projeto
De acordo com a Secretaria estadual de Transportes, o canal de ventilação está previsto para passar no espaço entre dois prédios, os números 1976 e 2014 da Epitácio Pessoa. O projeto foi exposto na semana passada para cerca de 20 representantes de condomínios locais, que ficaram apreensivos com a possibilidade de transtornos. O governo informou, em nota, que, durante a construção do túnel, “moradores poderão ouvir ruídos”, mas que “não está prevista qualquer alteração no transito que cause prejuízo à fluidez”.
A primeira etapa da obra, caso seja aprovada pelo Inea, será a contenção de uma encosta que fica bem próxima aos prédios. O objetivo é evitar que as escavações representem risco à segurança das edificações. Esse projeto também terá de ser analisado pela GeoRio. A previsão do estado é que os trabalhos possam começar em até 90 dias, contanto que sejam reunidas todas as autorizações.
Originalmente, o canal de ventilação seria construído da General Osório até a Rua Nascimento Silva, em Ipanema. Segundo a Secretaria de Transportes, porém, esse plano — que já tinha autorização do Inea — foi abortado por causa da baixa qualidade geológica no trecho e da necessidade de desapropriações. A ideia de transformar o canal em acesso de passageiros entre a Lagoa e a estação também colaborou para arquivar esse primeiro projeto.
Ainda de acordo com a Secretaria de Transportes, não foi estabelecido exatamente em que ponto da Epitácio Pessoa sairá o canal de ventilação, cuja função é permitir a entrada e a saída de ar, proporcionando qualidade ambiental à linha do metrô. Segundo o órgão, o túnel não servirá de passagem para veículos. Ele poderá ser usado, em casos excepcionais, para a retirada de materiais da obra, se houver dificuldades técnicas para a utilização do túnel da Gastão Bahiana, primeira opção para este tipo de serviço.
A construção do canal de ventilação é apenas uma das muitas intervenções que devem ocorrer na Zona Sul em função das obras de extensão da Linha 4 do metrô. Conforme o GLOBO mostrou em maio, haverá oito canteiros na região, que devem gerar diversas alterações no trânsito. Só no primeiro ano de trabalho, está previsto que 270 caminhões de entulho vão trafegar diariamente pelas ruas de Ipanema, Leblon e Lagoa. O número subirá para 449 em 2013, chegando a 607 em 2014. Haverá interdições de ruas, praças e até do estacionamento do Parque do Cantagalo.
Estado garante que todos serão bem informados
Segundo a Secretaria de Transportes, “as obras são feitas para haver melhorias para os moradores, usuários do metrô em geral, e, naturalmente, todos os cuidados e alertas são tomados pelo estado para que todos estejam bem informados e atendidos em projetos desse tipo”.
Coordenadora da ONG Projeto Segurança de Ipanema, Ignêz Barreto, que vem acompanhando de perto o processo de implementação da ligação do metrô entre Barra e Zona Sul, disse que terá que analisar o projeto do canal de ventilação para se pronunciar sobre o projeto. Ela afirmou que a grande preocupação da região no momento é com a construção de uma estação na Praça Nossa Senhora da Paz:
— É um local fundamental para a sustentabilidade do bairro, que foi perdendo todas as suas áreas verdes ao longo do tempo. Podemos perder um verdadeiro pulmão da nossa região.



 

Nenhum comentário: