TEATRO IPANEMA

O DIA on line
Três dias de festa gratuita para reabrir o Teatro Ipanema


Cinquenta artistas vão se apresentar no espaço, que foi restaurado

Rio - Palco de montagens antológicas, o Teatro Ipanema, que estava fechado para obras desde fevereiro, reabre suas portas hoje, totalmente restaurado, com uma programação gratuita que conta com participação de 50 artistas, entre eles Fernanda Montenegro, José Wilker, Débora Bloch, Evandro Mesquita e Louise Cardoso.



Evandro Mesquita (sentado, à esq) com 19 anos, em ‘Hoje é Dia de Rock’
Foto: Arquivo pessoalO projeto ‘Três Noites a Caminho do Mar’, concebido por Hamilton Vaz Pereira, reverencia, através de teatro, música, dança, poesia e vídeo os 44 anos do teatro. Até quarta-feira, sempre às 20h30 e com entrada franca, haverá apresentações diferentes no espaço, que foi criado por Rubens Corrêa e Ivan Albuquerque em 1968 e comprado em dezembro pela Prefeitura do Rio.

Com a reforma, o teatro ganhou, entre outras melhorias, novo tratamento acústico, camarins remodelados e banheiro para cadeirantes. “O Teatro Ipanema é um legado que precisa ser preservado por sua importância histórica e cultural, abrigando espetáculos de alto nível que marcaram gerações”, ressalta o secretário municipal de Cultura, Emílio Kalil.

Evandro Mesquita vai participar com a trupe do Asdrúbal Trouxe o Trombone, grupo do qual fez parte nos anos 70 e 80, da leitura de ‘Hoje é Dia de Rock’, amanhã, ao lado de Regina Casé, Luiz Fernando Guimarães, Perfeito Fortuna, Nina de Pádua e Patrycia Travassos.“Vai ser incrível reencontrar a turma. Essa foi a primeira peça que fiz, aos 19 anos”, recorda Evandro, que também viu nascer no Teatro Ipanema a Blitz. “É uma referência muito importante para mim”, conta, comovido, Evandro Mesquita.



Nenhum comentário: