ATA 27/08/12





Reunião do PSI – Segunda-feira, dia 27/08/12, 18h Colégio Notre Dame – Ipanema  - RJ.


Em primeiro lugar,  foi mencionado o projeto MEU RIO que tem o objetivo de solucionar os problemas da cidade do Rio de Janeiro. Existe uma página na Internet, chamada “PANELA DE PRESSÃO” , destinada à reclamações. Foi sugerido então que o PSI monte uma página dentro do site, para pressionar as autoridades sobre a situação da Praça Nossa Senhora da Paz.
Uma senhora presente, aproveitou a menção sobre reclamações e sugeriu uma “batalha” aos camelôs de Ipanema, que estão de volta. Foi explicado que o PSI, por enquanto, está apenas com enfoque na situação da obra do Metrô para construção da estação N. S. da Paz. Indicou-se então, uma comunicação com a Associação de moradores para se tratar deste assunto. 

. INAUGURAÇÃO DA MAQUETE no dia 31/08 :
Será realizado um trabalho voluntário de distribuição de adesivos e esclarecimentos sobre uma possível saída discreta da estação do Metrô  fora dos limites da Praça Nossa Senhora da Paz. Também continuará sendo coletadas assinaturas em prol à preservação da Praça.
Foi sugerido, durante a reunião, uma outra data para a “inauguração”, por ser em um dia  de semana. Foi explicado que o evento acontecerá em outras datas, atendendo aos diferentes públicos do bairro.
 AÇÃO CAUTELAR:
Está sendo encaminhada através de advogado, a minuta  da ação que deverá pressionar o governo estadual a se pronunciar num prazo de 90 dias à respeito do projeto do PSI , em que se construa a estação desejada, unicamente subterrânea, sem causar nenhum dano à superfície e consequentemente sem destruição de árvores.

. AÇÃO POPULAR:
Após à ação cautelar, deverá também ser encaminhada. Por enquanto está parada, dependendo dos acontecimentos e da greve do judiciário.

. IPHAN:
Por sugestão de um componente do órgão, a praça poderia ser tombada junto com a Igreja de Nossa Senhora da Paz. Porém, pelo próprio IPHAN, esta possibilidade foi descartada, por serem locais construídos em diferentes épocas e não formarem um conjunto coeso.   

Um comentário:

Hélio Bandeira disse...

Os moradores de Ipanema não são preconceituosos como os moradores de um bairro nobre de São Paulo, que não queriam o metrô para evitar a chegada de pessoas de bairros distantes. Inclusive estamos propondo a estação no quarteirão seguinte, apenas para poupar a Praça. Logo, não somos contra a vinda de pessoas de bairros distantes. Isto que disseram é uma calúnia e difamação. Somos apenas contra a destruição da Praça pelas obras do metrô.

O metrô e a estação no bairro do Catete passa exatamente por baixo da Rua do Catete, e as escadas de saída e acesso para a rua ficam nas calçadas da Rua do Catete. Podem fazer a estação com as escadas de acesso nas calçadas da Visconde de Pirajá (entre as ruas Mª Quitéria e Garcia D'Ávila), que inclusive são mais largas e mais espaçosas que no Catete, e a própria Visconde é bem mais larga - logo, cabem os trilhos do trem, as plataformas de embarque, as bilheterias e escadas apenas na Visconde de Pirajá, sem necessidade de destruir a Praça N.Sra. da Paz.

Querem fechar e cortar centenas de árvores da Praça toda apenas para que ela se transforme num espaço para espalhar e estacionar máquinas, tratores, caminhões, material de obra. Porque não usam outro local para estacionamento e máquinas e estocagem de material? Quando as pessoas pensam, raciocinam, encontram uma solução alternativa. E o governo ainda alega que menos de 5% da Praça seria usada para o metrô - uma mentira!

Que espécie de Prefeito é este que um dia reclama que a cidade tem excesso de concreto e no dia seguinte se omite sobre a destruição da Praça?

E porque o governo não divulga o projeto da estação na Praça? Por que está escondendo? Querem o metrô para as Olimpíadas, estão embromando, para depois dizer: "Agora necessitamos construir em caráter de urgência e não podemos mais debater o assunto - vamos construir na Praça mesmo".

Hélio Bandeira