ATA 10 -SET


ATA  REUNIÃO PSI – 10-SET-2012

1-      “PROJETO MEU RIO”

2-      Panela de Pressão
O PSI está elaborando um texto a ser enviado para a página Panela de Pressão da plataforma Meu Rio. O objetivo é pressionar:
Governo do Estado do RJ
- chefe e sub-chefe da casa civil do Governo do RJ
Prefeitura Municipal  do RJ
Conselho  Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural do Rio
Secretaria Municipal do Meio Ambiente
O assunto será a preservação da Praça Nossa Sra da Paz c/ suas características ambientais e suas árvores centenárias.

3-      AÇÃO CAUTELAR PRODUÇÃO ANTECIPADA DE PROVAS
A  minuta já está pronta, dependendo de algumas assinaturas. Achilles Lobo será o advogado representante dos moradores de Ipanema. A ação define alternativas da obra Metrô -Ipanema, assegurando as estruturas dos imóveis que estarão na rota do “Tatuzão”. Esta ação obriga o governo do estado a responder no prazo de 90 dias.

4-      AÇÃO POPULAR
Ficará para depois de Ação Cautelar.

5-      MINISTÉRIO PÚBLICO Federal
Não aceitou a ação, já que o BNDES, financiador da obra, é órgão federal.

6-      IPHAN
Vai enviar comunicação oficial se será aceito.

SUGESTÕES:
- Tony: enviar cartas para os síndicos das ruas Barão da Torre e Visconde de Pirajá, alertando para os riscos às estruturas dos prédios situados nessas ruas.
- Eliane Mattos: documentos do governo em relação a um seguro para os moradores dos prédios localizados na rota do “Tatuzão”.
Eliane Mattos assessora da Aspásia Camargo sugeriu que a Alerj solicitasse uma audiência pública  para a discussão da obra do metrô em Ipanema – Praça N. Sra. da Paz e passagem do tatuzão -  a ser realizada  na  ALERJ com  representantes do governo estadual,  a fim de tratar do projeto das obras do Metrô-Ipanema, enfatizando e garantindo a segurança dos imóveis localizados nas ruas por onde o “Tatuzão” irá passar, evitando desabamentos e danos maiores aos mesmos e aos moradores. Também nesta audiência vai ser debatida a questão da obra subterrânea. Por que o governo insiste em construir a estação em obra a céu aberto, se existe tecnologia para fazer a obra subterrânea que não vai causar interrupção do trânsito, fechamento da praça para a população durante as obras, barulho, poeira e sobre tudo a preservação integral da cobertura verde , uma vez que este tipo de obra não atinge a superfície.

7-      OBRAS METRÔ-IPANEMA
Por que a céu aberto e não subterrânea ?
Este debate ao qual o governo não poderá se furtar de comparecer, será providenciada, após as eleições

PRÓXIMA REUNIÃO: 24/SETEMBRO, 2ª FEIRA, 18H – COLÉGIO NOTRE DAME

Ata elaborada por Bernadete Pinheiro





Nenhum comentário: