METRÔ

Moradores podem tirar dúvidas sobre obras da Linha 4 do metrô através de 0800


Rio - A Linha 4 do Metrô (Ipanema-Barra da Tijuca) disponibiliza o telefone 0800 021 0620 para tirar dúvidas da população sobre as obras nos bairros de Ipanema e Leblon. Também é possível obter informações através do site www.metrolinha4.com.br e do twitter.com/metrolinha4. Nesta segunda-feira, foi iniciada a ocupação gradativa do Jardim de Alah, onde será instalado um canteiro de apoio, e da Praça Antero de Quental, no Leblon, onde será construída uma estação.

A partir de novembro terá início as intervenções no trânsito da Avenida Ataulfo de Paiva, no Leblon, e na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. A data da intervenção e as alternativas de trânsito serão definidas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), que coordenará todo o processo.

O trabalho foi planejado com objetivo de causar o menor impacto possível para a população e para o meio ambiente, com preservação de árvores e 100% da área verde restabelecida. Diferente do que foi feito na construção de outros trechos do metrô, os 5,7 quilômetros de túneis subterrâneos na Zona Sul serão escavados com o equipamento mais moderno do mundo, o TBM (‘Tatuzão’), sem explosões e sem a necessidade de abrir valas na superfície ao longo das ruas.

As obras da Linha 4 do Metrô foram iniciadas em junho de 2010 pela Barra da Tijuca. Na Zona Sul, começou em julho de 2012, com o trabalho de sondagem _ quando se mapeia o solo. Já há mais de 3 mil metros de túneis escavados entre a Barra da Tijuca e a Gávea. A Estação Jardim Oceânico, na Barra, já conta com a estrutura das paredes de diafragma prontas e já iniciou as escavações no local. A Estação São Conrado também já está em construção.

A Linha 4 do Metrô, que ligará Ipanema à Barra da Tijuca a partir de 2016, vai transportar mais de 300 mil pessoas, retirando das ruas aproximadamente 2 mil veículos por hora/pico, o que significa menos emissão de poluentes no ar que respiramos. Serão 16 quilômetros de extensão e seis estações – Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico. A obra está prevista para terminar em dezembro de 2015.



Um comentário:

Anônimo disse...

Lendo o jornal de hoje O Globo pág. 2 vejo foto com titulo " debochado "em relação ao protesto corretíssimo dos
cidadãos que se preocupam com o Verde da nossa Praca. O texto fala de poucas pessoas no panelaco " .
E um texto de mA - Fe. Por que nao colocam o número das pessoas que apoiaram o abaixo - assinado pedindo
a preservação da Praca e das arvores ? Se existe o tal
De Tatuzao,porque nao usa- ló? Por que destruir a linda
Praca ? Nao se enganem ....e verdadeiramente um caso
De Ódio..... Só tem essa explicação !