PAGAMENTO DA PERÍCIA NA PRAÇA DA PAZ



1 - Amanhã, quinta feira às 11hs. o PSI vai  começar a  coleta pública de fundos para o pagamento da perícia. Vamos estar na praça, com uma caixinha e pedindo a contribuição de todos. Esta ação vai ser reptida , quantas vezes for necessário, ao longo deste processo
.Precisamos de pessoas que possam se revezar com o grupo inicial porque quanto mais tempo ficarmos na praça , mais dinheiro a gente recolhe.
 
2- abrimos uma conta conjunta de poupança cuja titular é a Sylma com o objetivo de receber depósitos para pagar os custos da perícia.Segue abaixo o número da conta. Por favor, divulguem , coloquem nos blogs e facebook, façam seus depósitos.
Esta conta tão logo o processo termine vai ser encerrada imediatamente.

 
Aí vai o nº da conta do PSI para arrecadar fundos para pagamento da perícia e outros custos referentes à causa de preservação  da Pça N. S. da Paz...
 
Banco HSBC
 
Ag. 0310
 
C/p - 018177-0
 
Obrigada,
 
Sylma e Ignez

Um comentário:

Hélio Bandeira disse...

Caso o Governo do Estado alegue que seria inevitável a retirada de várias árvores da Praça N. Sra. da Paz para a construção da estação de metrô, existe projeto alternativo, atestado por engenheiros, para que a estação seja feita no quarteirão logo seguinte, entre as ruas Maria Quitéria e a Garcia D'Ávila, no subsolo da Rua Visconde de Pirajá poupando, assim, a Praça. Lembrem-se de que a estação "Jardim de Alah" (que é outra grande praça) na verdade não será no Jardim, mas sim no subsolo da Av. Ataulfo de Paiva.
 
Porque os moradores de Ipanema deveriam aceitar um projeto predatório, que diz que supostamente as árvores da Praça serão preservadas? Provavelmente muitas delas não sobreviverão ao replantio. As dezenas de pequenas mudas novas levarão décadas para crescer, e recuperar o aspecto bucólico da Praça.

A pressa para aprontar a cidade para as Olimpíadas atropela a preservação ambiental, e não fará a menor diferença no prazo para execução da obras se o Governo aguardar mais alguns dias para analisar e aceitar o projeto alternativo.

Como um absurdo destes pode acontecer justamente agora que terminamos de realizar a Conferência Mundial do Meio Ambiente Rio+20?

Hélio Bandeira