ATA


REUNIÃO PSI – COLLÉGIO NOTRE DAME – Ipanema – 05/11/2012


Ação cautelar de produção antecipada de provas:

Depois de se conseguir uma liminar favorável a nossa proposta, em poucos dias esta liminar foi “caçada” pelo Governo Estadual, liberando o prosseguimento  da obra do Metrô na Praça N. S. da Paz.
Atualmente, os nossos advogados estão redigindo o agravo, baseados em opiniões de geólogos e engenheiros competentes que defendem a preservação da Praça não sendo necessário se abrir uma verdadeira cratera em toda sua extensão e também sobre o risco que podem correr os prédios situados sob o caminho do “tatuzão”.
Foi ressaltado sobre este tipo de Ação, ser a melhor opção para esta  causa, não só por ser mais eficaz, como também ser a mais rápida, perante a Ação Popular. Na atual situação, o tempo é muito importante, pelo fato das obras já estarem invadindo nosso bairro numa velocidade superior ao andamento dos processos judiciais. Portanto, corre-se o risco de quando se chegar um resultado final dessas ações, as árvores já estarem cortadas e até mesmo os prédios já terem sofrido abalos em conseqüência das escavações.
A conselho de Advogados, hoje (dia 05/11/12) mais um grupo de proprietários de imóveis do bairro, entrou com mais uma Ação Cautelar no Tribunal de Justiça.

Coleta de recursos:

Com o deferimento da Juíza encarregada por nossa ação, foi determinado um perito judicial para opinar sobre a pertinência de nossa proposta.  Este perito, deverá ser pago pelos moradores do bairro, simpatizantes com a Ação. Com isso, iniciou-se uma coleta de recursos, entre os simpatizantes da proposta para este pagamento. No último final de semana, na Praça, nos dias 01 e 03/11, foram arrecadados R$ 1.702,70 e na praia, no Domingo (04/11), R$ 557,00.
Em nossa conta/poupança no Banco HSBC (Ag. 0310 C/p 018177-0)foram depositados R$ 950,09 até agora.
Com parte da quantia arrecadada, pagamos despesas de cópias e impressões para a 2ª Ação Cautelar , com valor de R$ 468,36. Foram gastos R$ 360,00 em 10.000 folhetos para serem distribuídos entre a população. Houve também despesa de R$ 11,00 com reconhecimento de firma para o novo processo.

Começo das obras na Praça – O que vamos fazer?

No próximo final de semana, continuaremos a coleta de recursos, provavelmente à partir de Sexta-feira, com local e horário a serem definidos

Um comentário:

Hélio Bandeira disse...

O Governo demorou para iniciar as obras, apesar de já saber há quase três anos que as Olimpíadas 2016 serão no Rio. Agora quer correr e atropelar a preservação ambiental, enquanto que existe projeto alternativo que preserva a Praça intacta e ainda mantém a estação de metrô em seu subsolo (a ser escavado exclusivamente pelo equipamento "Tatuzão", que já será usado em outras partes da obra).