IPANEMA ABANDONADA


Sem sinalização, cruzamento em Ipanema tem acidentes em série

Semáforo foi arrancado por caminhão, e indicação na pista não foi refeita após asfaltamento


Dois carros bateram nesta quinta-feira, no terceiro acidente provocado pela falta do sinal de trânsito no cruzamento da Rua Barão da Torre com a Rua Henrique Dumont
Foto: Foto do leitor Marcello de Freitas/ Eu-Repórter
Dois carros bateram nesta quinta-feira, no terceiro acidente provocado pela falta do sinal de trânsito no cruzamento da Rua Barão da Torre com a Rua Henrique Dumont Foto do leitor Marcello de Freitas/ Eu-Repórter
RIO - É como uma equação matemática: um acidente que retirou os sinais da Rua Barão da Torre e da Rua Henrique Dumont, em Ipanema, somou-se à falta de sinalização horizontal nas vias e de um agente de trânsito para controlar o fluxo de veículos. Resultado: a multiplicação de colisões. Já são três em cinco dias.
O leitor Marcello de Freitas conta que, na semana passada, um caminhão-baú arrancou os fios que sustentavam os semáforos do cruzamento. O motorista parou, soltou a fiação que havia ficado presa no veículo e seguiu viagem, sem que os moradores conseguissem anotar sua placa. No mesmo dia, Freitas diz ter ligado para o 1746 para notificar sobre o incidente e pedir a reposição da sinalização.
— No domingo do feriadão houve um acidente com feridos. Vieram os bombeiros, ambulâncias e a polícia. Tornei a ligar para a prefeitura e para a ouvidoria, que deu um prazo de cinco dias úteis para resposta. Mesmo avisando sobre o acidente, disseram que eu teria que esperar. Pedi, então, que colocassem um guarda ou algum sinal provisório, pois novos acidentes iriam acontecer — conta Freitas.
Infelizmente, seu palpite estava certo. Na tarde de quarta-feira, houve uma nova batida, que gerou mais ligações para a prefeitura, tendo a mesma resposta: um pedido de espera. No início da manhã desta quinta-feira, aconteceu o terceiro acidente, ainda sem que qualquer providência fosse tomada.
Até esta quinta-feira, nenhum guarda municipal havia sido deslocado para controlar o trânsito das duas ruas e evitar novos acidentes. Da mesma forma, a Cet-Rio não disponibilizou nenhum de seus 727 agentes terceirizados que são contratados para ordenar o trânsito da cidade para atuar no cruzamento, que une duas ruas importantes de Ipanema, com intenso movimento de veículos.
A pintura no chão das ruas também ainda não foi refeita, quase dois meses após a pista ser renovada pelo programa Asfalto Liso, da secretaria municipal de Obras. O órgão promete executar a sinalização horizontal das vias até o dia 15 de dezembro. Até lá, porém, os motoristas que não conhecem o local poderão ter dificuldade para identificar o perigo do cruzamento.
— A cada freada que escutamos, ficamos com medo de que haja uma nova batida. Algo tem que ser feito antes que aconteça o pior — pede Freitas.

Nenhum comentário: