PRAÇA



 

 "Achei o dia escuro, mas era cedo. Olhei o céu, limpo, mas eu estava escuro. Eram meus olhos nublados de dor e saudade daquela que nunca mais será a mesma. Sua vida esvai-se. Seu silêncio em meio dia, até os pássaros perderam o canto. Só máquinas e tapumes. Desse futuro não quero participar, sem vida ou contemplação. Árido e quente, muito quente. Desertificado, de humanos também."  Malu Lopes


Fiz esse video ontem, com a Ligia dando uma de "segurança" do lado de fora porque invadi o canteiro de obras e muita gente começou a parar do lado de fora e começaram a falar. Se tivesse mais gente, ali mesmo teria acontecido um baita protesto.
As pessoas estão se dando conta por causa dos tapumes.
 
Divulguem no face , nos blogs e nas lista de amigos.
bjs

5 comentários:

Anônimo disse...

drama burguês ?

Anônimo disse...



Nem durante a Ditadura o povo era tao ignorado assim...
O prefeito só faz o que ele e os amiguinhos $ dele querem ...

Hélio Bandeira disse...

Porque os moradores de Ipanema deveriam aceitar um projeto predatório, que diz que supostamente as árvores da Praça serão preservadas? Engenheiros florestais já afirmaram que muitas delas não sobreviverão ao replantio. As dezenas de pequenas mudas novas levarão décadas para crescer, e recuperar o aspecto bucólico da Praça.

A pressa para aprontar a cidade para as Olimpíadas atropela a preservação ambiental, e não fará a menor diferença no prazo para execução da obras se o Governo aguardar mais alguns dias para analisar e aceitar o projeto alternativo.

Como um absurdo destes pode acontecer justamente agora que terminamos de realizar a Conferência Mundial do Meio Ambiente Rio+20?

Hélio Bandeira disse...

Não é drama burguês...
Os moradores de Ipanema não são preconceituosos com os moradores de bairros distantes e da Baixada, conforme acusaram algumas pessoas. Não são apenas pessoas pobres que utilizam o metrô. Muitos moradores de Ipanema, inclusive de terno e gravata, pessoas de classe média, de bom nível sócio-cultural, também utilizam o metrô e ônibus: isto é uma verdade e todos sabem disto. Eu mesmo uso metrô e ônibus.

Somos a favor do metrô no bairro. Devemos conciliar, de forma amistosa, os dois lados da questão: a necessidade de se construir o metrô com a necessidade de se preservar o agradável e tranquilo espaço de lazer para crianças, idosos e pessoas de todas as idades. Quando falamos em evitar a circulação de milhares de usuários do metrô, por dia, dentro da Praça N. Sra. da Paz, nos referimos a todos os usuários, incluindo os próprios moradores de Ipanema a que me referi acima. Caso contrário, a Praça se tornaria tão movimentada e agitada como as calçadas da Rua Visconde de Pirajá, a principal do bairro, e que é utilizada também pelos próprios pedestres moradores do bairro.

Todos nós, em qualquer um dos bairros da cidade, seja na Zona Sul, seja na Zona Norte, seja na Baixada, sentem falta de um lugar de lazer e descanso tranquilo para suas crianças, idosos e pessoas de qualquer idade. Ruim mesmo é ter que confinar estas pessoas de nossas famílias em um play-ground fechado dentro de um condomínio, como os que estão construindo atualmente em vários bairros. Ideal seria que todos os bairros da cidade tivessem uma Praça como esta.

A Praça N. Sra. da Paz é aberta a todos os moradores de todos os bairros da cidade. As pessoas que vêm de metrô e ônibus para Ipanema são bem-vindas a desfrutar da mesma. Apenas estamos propondo a estação fora da Praça, para evitar que se transforme numa imensa calçada agitada, com pessoas indo e vindo apressadas.

Hélio Bandeira

Hélio Bandeira disse...

O Governo demorou para iniciar as obras, apesar de já saber há quase três anos que as Olimpíadas 2016 serão no Rio. Agora quer correr e atropelar a preservação ambiental, enquanto que existe projeto alternativo que preserva a Praça intacta e ainda mantém a estação de metrô em seu subsolo (a ser escavado exclusivamente pelo equipamento "Tatuzão", que já será usado em outras partes da obra).