CARNAVAL


Blocos: canteiros centrais de Ipanema também serão protegidos

  • Objetivo é impedir destruição por foliões; na praia, áreas de restinga serão cercadas
Thiago Mattos (Email · Facebook · Twitter)
Publicado:
Preocupação. Moradores pedem proteção ao recém plantado jardim no canteiro central da Avenida Vieira Souto Foto: Domingos Peixoto / O Globo
Preocupação. Moradores pedem proteção ao recém plantado jardim no canteiro central da Avenida Vieira Souto Domingos Peixoto / O Globo
RIO — Após reclamações de moradores, a prefeitura resolveu cercar também os jardins dos canteiros centrais da Avenida Vieira Souto, em Ipanema, que acabaram de ser replantados. O objetivo é protegê-los da depredação durante a passagem dos blocos de carnaval, cujos desfiles começam a se intensificar no próximo fim de semana. Na Zona Sul, vão animar as ruas este ano 148 grupos. Somente em Ipanema, estão previstos 17 desfiles, e alguns dos blocos reúnem até cem mil pessoas, como é o caso do Simpatia É Quase Amor. A Dream Factory, contratada pela Riotur para organizar a infraestrutura do carnaval de rua, vai proteger ainda os jardins dos prédios da orla de Ipanema e a área de restinga da praia, como no ano passado. Alguns desses pontos já começaram a ser cercados.
Em volta dos jardins, segundo informações da Riotur, serão colocadas telas de proteção de polipropileno, as mesmas de cor laranja que já cercam várias obras na cidade. A fragilidade do material é alvo de críticas de alguns moradores do bairro. Para Carlos Monjardim, presidente da Associação de Moradores de Ipanema, esse tipo de proteção é um gasto inútil.
— Não adianta. Chega o carnaval e estragam tudo — reclamou.
Vegetação de restinga teve de ser replantada
Monjardim contou que em 2012 vários pontos de vegetação de restinga da praia precisaram ser replantados, assim como alguns canteiros de prédios. Ele defendeu a redução do número de blocos autorizados a desfilar no bairro.
— Mais importante do que o cercamento é a prefeitura ter o controle da quantidade exorbitante de blocos que desfilam em Ipanema — afirmou.
Moradora há 30 anos de Ipanema, a farmacêutica Sheila Silveira reforça a tese do presidente da associação comunitária de que o bairro sofre prejuízos todo carnaval.
— Vem muita gente para cá. A multidão acaba estragando as plantas mesmo, sem falar na quantidade de lixo que fica para trás após os desfiles — disse ela.
Já a presidente da Associação de Moradores do Leblon, Evelyn Rosenzweig, contou que se surpreendeu com o bom resultado da iniciativa na região em 2012. Ela reclamou, porém, do material usado, por enfear a paisagem.
— No ano passado, não houve depredação, como era esperado. Foi uma excelente ferramenta para proteger os canteiros, mas podia ser mais bonita.
Em Ipanema, a Praça General Osório foi a primeira a contar com as telas de proteção este ano. No último sábado, a Banda de Ipanema fez seu ensaio no local. Porteiro há 19 anos de um prédio em frente à praça, Joselito de Lima destacou a presença de guardas municipais e policiais militares no local durante o evento:
— Não adianta cercar se não há fiscalização e segurança. Todo ano, isso aqui vira uma lagoa de xixi. Mas, se durante o carnaval for feito como foi no sábado passado, aí vai funcionar.
Monumentos também serão cercados
Amanhã, começa a instalação da proteção da vegetação de restinga em Ipanema. A Secretaria municipal de Conservação vai cercar ainda os monumentos que ficam no trajeto dos blocos. O cercamento será feito com grades, para não impedir a visão das obras.
Em 2012, segundo a Riotur, todos os canteiros dos prédios de Leblon e Ipanema foram cercados. Hoje, o secretário municipal de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello, vai apresentar toda a operação para o carnaval 2013. A prefeitura já anunciou que vai instalar 8.500 banheiros químicos, além de 55 contêineres fixos com sanitários. Com isso, haverá um crescimento de 8% em relação ao carnaval do ano passado.

Nenhum comentário: