EMAIL RECEBIDO


 AGRADECIMENTO AO FALABELA


 
O bairro agradece muito a todos os outros , como vc, tambem nos
apoiam.  Joaquim, Gente Boa, Zuenir, Cora e tantos outros. O comercio
daquí espera grandes lucros com o metrô, mas não sei mesmo se terão,
pois quem compra em loja de grife não anda de metrô, tambem não somos
o Saara, temos comercio medio em termos, atende as nossas
necessidades. O metrô aquí só vai servir para a praia, com certeza.
Afinal, 3 estações ao lado da praia num espaço de menos de 3 klms,
será tomada por quem quer vir curtir o por do sol, e ir do Arpoador ao
final do Leblon, mas isso não garante que venham fazer compras em
nosso comércio , ou almoçar nos restaurantes de nossos dois bairros,
Ipanema e Leblon. E nossa praça é um oásis literalmente, tentando
enfrentar o deserto de idéias, obras, falta de planejamente futuro.
Ou esquecem que sem árvores não há vida animal ? Sem vida animal não
há civilização.

3 comentários:

Anônimo disse...


E esse pessoal gosta de verde , de arvores ?

Gente assim só da valor a chão de cimento ...

Pior e que Sao eles que estão mandando .

Hélio Bandeira disse...

Acabamos de realizar a Rio+20, Conferência Mundial do MEIO AMBIENTE!!! Será que o Governo do Rio estava apenas esperando todos os líderes dos países do mundo irem embora para pensar em destruir a Praça N. Sra. da Paz??? Ideal seria que todos os bairros da cidade tivessem uma praça como esta!!!

Hélio Bandeira disse...

Ainda há tempo, sim, para ser adaptar o projeto da Praça Nossa Sra. da Paz. Temos mais de três anos pela frente até 2016. O Maracanã, que é uma obra muito mais difícil do que uma estação de metrô, começou a ser reformado há apenas dois anos e falta pouco para ficar pronto. O Governo demorou para iniciar as obras do metrô, apesar de já saber há três anos que as Olimpíadas 2016 serão no Rio. Agora está com pressa, quer correr e atropelar a preservação ambiental, enquanto que existe projeto alternativo que preserva a Praça N. Sra. da Paz intacta com todas as suas árvores atuais e ainda mantém a estação de metrô em seu subsolo (a ser escavado exclusivamente pelo equipamento "Tatuzão", que já será usado em outras partes da obra).