QUE LIXO !


Obstáculo a caminho do mar de Ipanema

  • Sinal de trânsito é instalado, mas canteiro atrapalha quem quer chegar ao calçadão
  • Prefeitura e consórcio do metrô vão abrir passagem até o fim do mês

ANA LUCIA VALINHO COM O LEITOR WAGNER MATHEUS (EMAIL·


Canteiro divisor da ciclovia não tem abertura em frente à faixa de pedestres, obrigando caminhada em meio aos veículos |
Foto: Foto do leitor Wagner Matheus/ Eu-Repórter
Canteiro divisor da ciclovia não tem abertura em frente à faixa de pedestres, obrigando caminhada em meio aos veículos | Foto do leitor Wagner Matheus/ Eu-Repórter
RIO - Quem atravessa a Avenida Vieira Souto no sinal perto da esquina com a Avenida Henrique Dumont tem de ultrapassar o canteiro que separa a ciclovia da pista de carros. Mas aqueles que não podem subir pelo canteiro — cadeirantes, pessoas com carrinhos de bebê e ciclistas, por exemplo — precisam andar alguns metros no meio fio até a abertura que existe atualmente.
O semáforo foi instalado ainda em dezembro, por causa das mudanças no trânsito em virtude das obras da linha 4 do metrô, com o fluxo de ônibus redirecionado para a Rua Henrique Dumont. No entanto, não foi aberto caminho na direção da faixa de pedestres.
— O sinal tem faixa de pedestres, mas não tem abertura para passagem e um antigo acesso continua lá, intacto, a alguns metros. O problema é que está localizado em frente à agulha de acesso à Avenida Henrique Dumont, bem em frente ao local onde os ônibus entram. A vida de quem precisa atravessar a rua é posta em perigo — relata o leitor Wagner Matheus. — Deviam fazer uma abertura para os pedestres e ciclistas irem direto e não ter que andar pelo meio da rua.
A sugestão de Matheus será posta em prática. A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos e o Consórcio Linha 4 Sul (responsável pelas obras do metrô) prometem concluir, até o dia 27, as obras de abertura de uma passagem no canteiro que separa a ciclovia da pista de veículos.
Desordem na pintura de faixas de pedestres é um problema recorrente na região. No final de 2012, o Eu-Repórter mostrou uma série de flagrantes de sinalizações sem continuidade, ou faltando onde seriam mais necessárias. Na ocasião, a prefeitura reconheceu os problemas relatados e prometeu atuar.
Sem informar prazos nem especificar os locais que receberão as melhorias, a CET-Rio disse ter acionado o consórcio para executar outros ajustes nas obras realizadas entre Ipanema e Leblon. As intervenções incluem pintura de faixas de pedestres, colocação de placas de sinalização e desvio de ciclovia, o qual já está sendo feito na altura da Avenida Bartolomeu Mitre. A companhia de trânsito explica que as obras para o novo metrô são extensas e muitas mudanças ainda estão em curso, por isso os ajustes serão feitos “aos poucos”.



Nenhum comentário: